Precisamos falar sobre os 'Premios Juventud 2020' Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com

Precisamos falar sobre os ‘Premios Juventud 2020’

Aconteceu na noite desta quinta-feira (13), nos Estados Unidos, os “Premios Juventud 2020“, mais uma edição do maior evento de premiação dentro da música latina.

 ‘Premios Juventud 2020‘ aconteceu em meio a uma pandemia, ainda em crescimento dos EUA, mas levou em conta de que a música não pode parar e que o vírus era o único que não foi convidado.

Transmitido ao vivo do Seminole Hard Rock Hotel & Casino em Hollywood, Flórida, a edição número 17, dos PJ teve a tecnologia usada mais do que em qualquer outra edição, tudo para trazer artistas, que estão isolados por conta do coronavírus, para o evento, que contava com realidade aumentada e plateia virtual.

A falta da plateia física foi tapada pela bela apresentação e jogo de cintura de Sebastian Yatra, que usou seus dotes de um artista completo para trazer energia e brincadeiras para o evento, que apesar de ter alguns artistas presentes, teve, em sua maioria, apresentações virtuais gravadas – em grande estilo, isso sim – e agradecimentos em vídeos enviados anteriormente.

Um desses casos, foi o caso de J Balvin, um dos mais premiados da noite, mas que não estava presente fisicamente no local. Em um vídeo gravado desde sua casa, Balvin agradeceu os prêmios que recebeu e disse que não estava lá pois tinha pegado o novo coronavírus e que estava se recuperando: “me tocó y me tocó bien duro“, disse ele.

Quem também não estava fisicamente, mas que mandou seu vídeo de participação, foi Gloria Trevi. A mexicana apresentou “Demasiado Frágiles“, seu mais recente single e emocionou a todos com sua voz forte, que dá ainda mais valor a letra de sua nova música. A cantora disse que sente falta de seus fãs e de estar em cima de um palco, “mas a pandemia tinha outros planos”, disse ela. “O que ela não sabe é que ela não pode nos separar e que de uma forma ou de outra iremos nos reunir novamente. Eu os convido para a minha casa e da minha casa para a sua e seus corações, quero enviar esta mensagem. ”, falou antes de cantar. Você pode assistir à performance clicando aqui.

Mas nem só de realidade virtual se fez a noite. Pitbull recebeu prêmio como “Agente de Cambio“, em tradução livre “Agente de Mudança”, que é aquela pessoa que está fazendo a diferença na ajuda no combate ao COVID-19, e se emocionou ao receber uma linda homenagem de uma professora dos tempos de escola.

Ricky Martin e Becky G também receberam suas respectivas homenagens em agradecimento a tudo o que estão fazendo nesses tempos difíceis que estamos vivendo e levaram para casa uma estatueta dos “Premios Juventud 2020” por serem ‘Agentes de Cambio‘.

O foco dos Premios Juventud 2020 foi, em sua maior parte, focar e reconhecer os heróis sem capas que enfrentam a pandemia do coronavírus, além de trazer um pouquinho de alegria em meio a tantas coisas tristes.

E, diria eu, que o ponto alto da edição desse ano, foi apresentação de Sebastian Yatra e Danna Paola, que performaram o hit “No Bailes Sola“, além da apresentação do Yatra junto à Cali y El Dandee na música “Locura” em uma nova versão do remix já existente.

Outro ponto importante foi a primeira apresentação de Llane como solista no palco dos PJ. Ele que deixou o Piso 21 no ano passado fez sua estreia maravilhosamente. Ele cantou “Como Antes“, single lançado no mês passado, mas com uma pegada mais lenta, mais romântica e cheia de sentimento.

CNCO, Natti Natasha, Cristian Castro, Camilo, Rauw Alejandro, Farruko, Karol G, Manuel Turizo, Ozuna e Mau y Ricky foram os outros artistas que se apresentaram durante a noite desta quinta-feira (13) e fizeram dela inesquecível.

Mas quem é inesquecível mesmo é Selena, que foi homenageada no final do evento por Danna Paola, Natti Natasha, Ally Brooke e Greeicy, que fizeram uma apresentação de um medley das músicas mais importantes e icônicas da cantora: “Como La Flor”, “Carcacha”, “Techno Cumbia”, “Amor Prohibido”, “Baila Esta Cumbia” e “ Fotos y Recuerdos ”.

Karol G apresentou o especial dizendo que Selena marcou sua geração e por isso tem uma tatuagem dela no braço. “Ela continua a brilhar a cada dia e é por isso que é eterna”, disse ela, que presenteou AB Quintanilla, irmão de Selena, com dois prêmios Musical Legacy para ele e sua irmã falecida. “Dedico este prêmio à minha mãe e ao meu pai”, disse ele, expressando que por causa deles, ele e seus irmãos se apaixonaram pela música.

Outra homenageada ontem foi “Celia Cruz, KYEN? ES?“, os presentes no palco do PJ2020 se encarregaram de fechar a noite ao ritmo de suas principais músicas: “La vida es un carnaval“, ‘La negra tiene tumbao” e “Ríe y llora“.

O principal vencedor da noite foi Bad Bunny, que levou o prêmio das oito categorias em que estava indicado para casa. Logo depois vem Karol G e J Balvin que receberam cinco prêmios cada um.

E palavra de quem assiste “Premios Juventud” há pelo menos 10 anos, sofrendo com os inúmeros intervalos comerciais, com links que travam e a falta de um lugar oficial online para acompanhar a principal premiação dentro da música latina, digo que a edição desse ano foi uma das melhores edições que já assisti.

Cheio de mensagens importantes, homenagens e sem lero lero. Direto e reto, como tem que ser! Mas sem deixar de lado a simplicidade, a interação entre os apresentadores e suas brincadeiras. O Sebastian Yatra foi o host do ano e esse é só mais um passo importante na carreira do colombiano, que tem conquistado lindamente seu espaço nesse mercado tão difícil que é o da música latina. A Univision soube usar a tecnologia à seu favor e entregou um evento incrível.

Confira lista de ganhadores completa:

  • Chris Jedi e Gaby Music na categoria “El productor que siempre nombran“;
  • Juanpa Zurita na categoria “Triple amenaza“;
  • Natanael Cano e a sua música “Amor tumbado” na categoria “La más picosa“;
  • J Balvin na categoria “Está en todas“;
  • Daddy Yankee e a canção “Que tire pa’ ‘lante” na categoria “La coreo más hot“;
  • Louie Castro na categoría “Mejor LOL“;
  • J Balvin e o videoclipe de “Rojo” na categoria “Video con el mensaje más poderoso“;
  • Anuel e Karol G na categoria “Juntos encienden mis redes“;
  • Bad Bunny na categoria “El más trendy“;
  • Sech na categoria “Live en casa“;
  • Natanael Cano na categoria “La nueva generación regional mexicano“;
  • Juanpa Zurita e Mario Ruíz na categoria “Dos son mejores que uno“;
  • Bad Bunny ft. Gabriela e a música “En casita” na categoria “El cuarentema“;
  • Anuel ft. Daddy Yankee, Karol G, Ozuna e J Balvin e a canção “China” na categoria “El traffic jam“;
  • Karol G e Anuel na categoria “Mascota goals“;
  • Saúl El Canelo Álvarez na categoria “Influencer con causa“;
  • A. B. Quintanilla levou o “Premio Juventud al legado musical
  • J Balvin na categoria “De pelos“;
  • Bad Bunny na categoria “Sneakerhead“;
  • Lunay na categoria “Rompiendo internet“;
  • Bad Bunny na categoria “De etiqueta“;
  • Natanael Cano e Bad Bunny na categoria “Colaboración OMG“;
  • Cazzu na categoria “La nueva generación femenina“;
  • Bad Bunny na categoria “Me llama la atención“;
  • Anuel ft. Daddy Yankee, Karol G, Ozuna e J Balvin com a música “China” na categoria “La mezcla perfecta“;
  • Lunay na categoria “La nueva generación masculina“;
  • Bad Bunny na categoria “Quiero más“.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *