Nick Cruz conversa com o Latinos Brasil sobre a carreira | Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com

Nick Cruz conversa com o Latinos Brasil sobre a carreira

Em entrevista ao portal, o cantor comentou sobre projetos, influências musicais e desafios na jornada como artista

O pop nacional constantemente ganha novos nomes. Dentro dessa cena, o jovem Nick Cruz vem conquistando cada vez mais pessoas com a sua música. Mesmo com pouco tempo de carreira, ele já alcançou mais de 1 milhão de visualizações no clipe de “Me Sinto Bem”, sua primeira composição autoral. Após assinar contrato, Nick lançou “Até de Manhã”, sua primeira canção com a Warner Music Brasil.  Em entrevista ao portal Latinos Brasil, o cantor comentou sobre projetos, influências musicais e desafios na jornada como artista. Confira a entrevista na íntegra:

Primeira composição autoral

LB: “Me Sinto Bem” já bate mais de 1 milhão de visualizações no YouTube. Qual é a sensação de alcançar tanta gente com a sua música?

Nick Cruz: É muito gratificante saber que muita gente se identificou com algo que escrevi. “Me Sinto Bem” foi composta em meio a muita turbulência – eu estava me conhecendo enquanto homem trans e estava entendendo o tipo de música que eu queria para a minha carreira… Foi tudo feito com muito esforço e coração, e acho que esses números são resultado da sinceridade que a gente passou nesse trabalho.

LB: Em 2019, no lançamento de “Me Sinto Bem” não houve apoio da indústria fonográfica. Sete meses depois, você conseguiu assinar um contrato com a Warner Music Brasil. Como foi conquistar esse espaço na gravadora?

Nick Cruz: É inacreditável pensar que tudo isso aconteceu em tão pouco tempo. Eu já trabalhei com tantas coisas e já morei em tantas casas, que achar um lugar onde as pessoas me olham com respeito e que sonham o mesmo sonho que o meu é muito incrível.

Contrato com a Warner Music Brasil

LB: Você lançou a sua primeira música pela gravadora. Conta pra gente como foi a experiência gravar com toda a estrutura e o apoio da Warner Music Brasil?

Nick Cruz: Olha, é uma coisa de outro mundo. É muito bom ter uma equipe que pensa e planeja a minha carreira, com todos os bastidores da produção, de divulgação e de assessoria. Eu tenho o privilégio de focar só na minha música e na mensagem que eu quero passar para o meu público. Agora, falando do single “Até de Manhã”, ele foi uma indicação da gravadora. Pablo Bispo, Ruxell e Sérgio Santos me mandaram essa letra e eu me amarrei, achei a minha cara. Fiz alguns ajustes na composição para me sentir mais confortável cantando, colocar as palavras certas para não haver outro tipo de interpretação. E então produzimos. Eu só tenho a agradecer por toda essa estrutura.

Desafios como jovem trans

LB:Por ser um jovem trans, você enfrentou algum tipo de preconceito na sua jornada como artista até agora?

Nick Cruz: Com certeza. Eu saí de casa aos 15 anos para ter mais independência e vi que a vida pode ser muito dura. Já fui insultado no Espírito Santo. Agora, no Rio de Janeiro, noto também alguns olhares de julgamento.

A busca por representatividade no pop nacional

LB: Você é considerado o novo integrante do pop nacional. O que você espera agregar ao pop brasileiro com a sua música?

Nick Cruz: Eu quero naturalizar a temática LGBTQIA+ e levar esse assunto para dentro das casas. Quero que todos os públicos gostem da minha música e conversem sobre transexualidade sem tabus. Também quero mostrar todo o meu talento e abrir portas para novos artistas que nunca se sentiram representados na mídia. E quero agregar ao gênero pop e à sociedade como um todo.

Influências, histórias por trás das músicas e sonho de carreira

LB: Quais são as suas maiores influências e inspirações musicais (nacionais e internacionais)?

Nick Cruz: Eu tenho ouvido e estudado muito a Gloria Groove. Tanto a voz quanto a performance dela são coisas que quero explorar bastante na minha carreira. E minha maior referência lá de fora é o Justin Timberlake.  Os dois são artistas completos – dançam, cantam, dublam, atuam. Quero ser um também.

LB: Quais são as histórias por trás das suas composições? O que mais te inspira na hora de criar uma música nova?

Nick Cruz: Como eu falei um pouquinho, “Me Sinto Bem” eu compus em 2018 quando me relacionava com uma pessoa. A gente ficava na janela do meu quarto conversando e vendo as luzes da favela se misturando com o céu estrelado. Era um paz danada, haha. E “Até de Manhã” foi uma parceria, mas que achei que se encaixava muito bem comigo. Todas as duas falam de relacionamentos rápidos, líquidos. Nós, pessoas trans, temos que aprender a lidar com essa solidão muito cedo. Porque muitas vezes a família da outra pessoa não nos aceita ou só somos um objeto de curiosidade para alguém.

LB: Qual é o maior sonho em relação à sua carreira?

Nick Cruz: Tocar no palco principal do Rock in Rio Brasil. Foi lá que toda a minha vida mudou!

Cinco curiosidades sobre Nick Cruz

O Latinos Brasil pediu e o Nick Cruz contou cinco curiosidades sobre ele, aquelas que até então pouca gente sabia e agora muitos vão conhecer. Confira:

    1. Eu tenho mania de mexer no meu cabelo. Adoro cortar, pintar… deixar ele diferente.
    2. A minha comida preferida é a da minha avó (risos). Tudo o que ela faz é muito bom.
    3. Uma coisa que eu amo fazer é boxe! Aqui no Rio consigo treinar a céu aberto, é muito gostoso.
    4. A quarta curiosidade é que eu não me dou bem com cores (risos). Eu só gosto de preto.
    5. A última é que eu adoro cerveja (risos).

O que você prefere?

O portal Latinos Brasil adora fazer brincadeiras no final das entrevistas e com o Nick Cruz não foi diferente. Por isso, fizemos algumas perguntas para saber o que ele prefere entre duas opções. Confira aqui:

Frio ou calor?

Nick Cruz: Calor! Amo me exercitar ao ar livre.

Cozinhar ou pedir comida?

Nick Cruz: Olha, agora que eu tô mais fit (risos), estou gostando de cozinhar.

Filmes ou séries?

Nick Cruz: Filmes!

Música nacional ou internacional?

Nick Cruz: Ah, a nossa música brasileira!

Ficar em casa ou sair todo fim de semana?

Nick Cruz: Ficar em casa compondo.

Praia ou piscina?

Nick Cruz: Praia!

Ser reconhecido apenas por um grande sucesso ou conquistar o público com diferentes músicas?

Nick Cruz: Conquistar o público com muitos hits e apresentações grandes.

Fazer shows pequenos ou cantar para uma multidão?

Nick Cruz: Multidão! Lógico!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *