J Balvin é o #ArtistaDoMês | Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com

J Balvin é o #ArtistaDoMês

O cantor e compositor Jose Álvaro Ocasio Balvín, mais conhecido como J Balvin, foi o escolhido para o ocupar o posto de #Artistadomês! Agora em dezembro, vamos contar um pouco da história do embaixador global do reggaeton. Balvin é um dos responsáveis por levar o ritmo mundo afora, aumentando cada vez mais os seguidores da #Latino gang.  

J Balvin nasceu em Medellín na Colômbia no dia 7 de maio 1985, hoje aos 35 anos, o astro possui um currículo extenso e é um dos nomes mais requisitados do entretenimento. Dua Lipa, Pharrell Williams, Beyoncé, Cardi B, Major Lazer, Sean Paul e Selena Gomez são alguns dos grandes nomes internacionais que já fizeram parcerias com o colombiano.

Balvin é um artista super premiado, possuindo troféus de  importantes premiações do show business. É dono de cinco Grammys Latino, além disso, é o recordista de indicações da maior celebração da música latina. Este ano, o cantor foi indicado em 13 categorias, se tornando o artista a receber o maior número de nomeações em uma mesma edição do Grammy Latino! O feito fez com o que J Balvin entrasse para o Guinness book, o livro dos recordes, pela segunda vez.

J Balvin recebendo seu certificado do Guinness Book. Foto: Reprodução/Instagram.

Visionário e criativo, assim é definido o dono do hit “Mi gente”. O astro segue quebrando recordes e mais recordes! Recentemente ele passou a incorporar a lista das 100 pessoas mais influentes do mundo de acordo com a revista Time. O colombiano através do seu som leva a cultura latina aos mais diversos cantos da Terra, mas, também continua fazendo história no mundo da música. Por seu destaque no Grammy Latino, a  Latinos Brasil escolheu J Balvin para ser personagem deste especial! Conheça um pouco da trajetória do príncipe do reggaeton.

Início da jornada

A relação do compositor com a música começa bem cedo, desde jovem Balvin se inspirou em grandes artistas. Quem hoje vê o cantor de reggaeton talvez não imagina que ele cresceu ouvindo bandas de rock como Metallica e Nirvana, inclusive JB tem tatuagem uma tatuagem no joelho em homenagem ao grupo de Kurt Cobain. No entanto, foi na adolescência que ele passou ter contato mais intimo com os ritmos latinos. Daddy Yankee é uma das maiores inspiração do colombiano, ele o considera o Jay-Z do hip hop latino. “Eu era tão fã que copiava o estilo dele,  a maneira que ele se movia no palco (…) seus raps.” comentou J Balvin sobre a admiração que sentia por Yankee em entrevista ao The New York Times

Aos 17 anos foi para Oklahoma, nos Estados Unidos, para fazer um Intercâmbio. Ao chegar lá acabou se frustrando com o que encontrou, sua expectativa era encontrar um país como aquele que conhecemos através dos filmes de Hollywood. Mais tarde, o então aspirante a cantor passou uma temporada em Nova York para estudar inglês e música, foi nesse período que ele descobriu sua paixão. Nos próximos anos,  transitando entre Medellín, Miami e Nova York, José lutou para fazer sua carreira acontecer. Chegou até a trabalhar ilegalmente nos EUA como carpinteiro e pintor para se sustentar.  

Após essa temporada na América, o colombiano voltou para sua terra natal e passou a investir cada vez mais no seu sonho. Na época com 19 anos, Balvin lançou sua primeira música solo e passou a se apresentar em clubes de Medellín, além de tentar divulgar seu som nas rádios do país. Logo, José adotou o nome artístico de J BalvinEl negocio” traduzindo para o português “O negócio”. 

Nascimento de um artista

J Balvin e Rivera Mazo . Foto: Reprodução/Instagram

O início da carreira foi difícil para Balvin, “Por dez anos, eu fui minha própria gravadora, meu próprio promoter, meu próprio PR.” Comentou o cantor em entrevista à revista americana Fader. No começo ele não contava com uma equipe, tinha apenas o apoio do seu DJ e amigo Rivera Mazo. Os dois se conheceram em uma batalha de freestyle nas ruas de Medellín e começaram a trabalhar juntos. Sem ajuda de uma gravadora, os amigos começaram a produzir e promover as primeiras canções de José. Apesar de fazer o tradicional reggaeton de Porto Rico no início, aos pouco J foi desenvolvendo seu próprio estilo. No ano de 2009, o artista já era conhecido na Colômbia fazendo sucesso por todo o país. 

A partir do ano de 2012, J Balvin passou a ganhar mais notoriedade no cenário musical. Ele passou a chamar a atenção internacionalmente pelo hit “Yo Te Lo Dije”, o conhecido hino de uma noite. Após um ano do lançamento do single, ele assinou contrato com a Capitol Latin, uma subsidiária Universal Music Group.  

De Medellín para o mundo – LA FAMILIA

Depois do lançamento de “Yo Te Lo Dije”, a parceria com o porto riquenho Farruko 6 AM” foi o trampolim para o deslanche da carreira internacional de Balvin. O novo hit dominou as rankings da música, chegando a ficar nas primeiras posições do Chart Hot Latin Songs da Billboard

Os dois sucessos do Colombiano fazem parte do álbum “La Familia”, projeto que firmou o colombiano como promessa da nova geração do reggaeton. Posteriormente, o disco ganhou uma nova versão o “La Familia B Sides”  que ganhou como bônus a faixa “Ay Vamos”. Novamente JB volta a principal parada da Billboard, a canção chegou ao primeiro lugar do Hot Latin songs. A versão remix de “Ay vamos” com a participação de French Montana e Nicky Jam fez parte da trilha sonora do filme Velozes e furiosos 7 lançado em 2015. 

La familia” trouxe vários prêmios para o colombiano, podemos destacar a edição de 2015 do Premios Lo Nuestro. Balvin ganhou em quatro categorias, somente “6 AM” lhe garantiu o troféu de Colaboração Urbana do Ano e Canção do Ano. Além destas o cantor garantiu o prêmio de Artista Urbano do Ano e Álbum Urbano do Ano.  

Energia e início de parceria de sucesso

Capa do álbum Energia. Foto: Reprodução/Instagram

Em 2016, J Balvin man lançava “Energia” um trabalho musical mais robusto e maduro, imprimindo seu potencial artístico. O projeto conta com mais participações especiais como os americanos Pharrell WilliamsBIA, ídolos do reggaeton como Daddy Yankee e Yandel, e os brasileiros Anitta e Projota.

Mais um lançamento poderoso, o disco estreou em primeiro lugar nas paradas da Billboard. Os Singles “Safari”,“Bobo” e “Sigo Extrañándote” também se destacaram nos rankings musicais. “Energia” foi eleito pela revista Rolling Stone um dos 10 melhores álbuns latinos de 2016, ocupando a quarta posição da lista. Mas você achou pouco? Ainda tem mais.

Si tu quieres reggaeton dale, Sigue bailando mami no pare! Se você continuou cantando com certeza já ficou com o hit “Ginza” na cabeça em algum momento. A música é um dos grandes sucessos do artista e lhe rendeu bons frutos. Com o single J Balvin garantiu seu primeiro registro no Guinness book, o livro dos recordes. Ele foi o artista solo que ficou por mais tempo na primeira posição no parada Hot Latin Songs com uma única música. Desde o dia 11 de outubro de 2015 até 12 de março de 2016, exatas 22 semanas, a canção ficou na primeira posição do ranking.  

Anitta

Posteriormente Ginza ganhou um remix com a patroa Anitta, logo, nascia uma das parcerias mais sólidas da música latina J Balvin & Anitta. Ao longo desses anos, os dois cultivavam uma amizade forte e vários hits. Ambos ajudaram um ao outro no mercado musical, claro que cada um conquistou seu espaço dado aos talentos individuais, mas sem dúvidas essa dupla é imbatível. Anitta é uma das responsáveis por trazer a cultura Latina ao Brasil e Balvin também apoiou a brasileira na sua entrada no mercado latino.  

Os hermanitos como carinhosamente se chamam são sem dúvidas hitmakers, juntos lançaram os singles “Ginza Remix”, Machika, “Downtown” e “Bola Rebola“. Recentemente Anitta revelou que possui mais uma música gravada com Balvin, mas não revelou data de lançamento. Relembre apresentação icônica deles no Premio Lo Nuestro de 2018

¡Vibras Mi Gente! Expansão mundial 

O céu é o limite e  J balvin sabe disso! O astro  sempre está rompiendo e surpreendendo por aí. No final de junho de 2017 chegou às plataformas digitais o hino “Mi Gentefeat com o DJ Willy William. Com essa faixa mais uma vez Balvin mostrava que não estava para brincadeira! A música tem uma mistura de batidas e sons, além de uma estética impecável no videoclipe. “Mi Gente” no auge do seu lançamento se tornou a música número #1 do TOP 50 do Spotify, superado na época o fenômeno “Despacito” de Luis Fonsi e Daddy Yankee

A faixa caiu tanto no gosto da galera que ganhou diversos remixes, inclusive Balvin gravou uma versão com ninguém menos que nossa Queen B, Beyoncé. Além da cantora, os DJ’s Steve Aoki, Alesso e Dillon Francis também fizeram suas versões do hit. Até hoje “Mi Gente” possui um sucesso estrondoso.

Ainda em 2017,  promovendo a música, J Balvin veio ao Brasil pela primeira vez. Na época ele não fez nenhum show, mas, tinha uma série de compromissos com diversos veículos de comunicação. A Youtuber e apresentadora Bianca Andrade e o humorista Danillo Gentili são alguns dos nomes que entrevistaram o cantor na época. Em novembro, o artista retornou ao país para se apresentar no Villa Mix Festival no RJ. 

Antes do anúncio do novo álbum Balvin lançou alguns singles e fez colaborações importantes. Dentre os destaques dessa era estão “X” com Nicky Jam, “I Like it” com Cardi B e Bad Bunny e “Machika” feat Anitta e Jeon. Mas também não podemos esquecer da faixa “Hey Mama” feat com Pitbull e Camila Cabello. O single é a segunda música de J Balvin que aparece na trilha sonora da franquia Velozes e Furiosos, desta vez foi no filme Velozes e Furiosos 8

Vibras

Em maio de 2018, o colombiano lançou o álbum “Vibras” um projeto com as diferentes facetas do Reggaeton. O disco contou a participação esepcial de Zion y Lennox, Wisin & Yandel e Rosalía. Dentre as 14 faixas estão os hits “Mi Gente”, “Machika” e “Ahora”. 

OASIS TEAM 

Em junho de 2019, sem avisar e pegando todos de surpresa J Balvin e Bad Bunny  lançaram “Oasis”. Um disco colaborativo que apresentou vários com sucessos como “Que Pretendes”, “Mojaita” e “Cuidao Por Ahí”.  

Trabalho este que trouxe mais um recorde na trajetória de Balvin, Oasis se tornou o primeiro álbum latino com todas as faixas no Top 100 global do Spotify.  A primeira vez que a dupla trabalhou junta foi no single “Si Tu Novia Te Deja Sola” em 2017. Recentemente o disco ganhou dois prêmios: O Billboard Award de Melhor Álbum Latino e o Premio Lo Nuestro de Álbum do Ano.

Colores

O último de álbum do colombiano é obra de arte, “Colores” é conceitual desde a capa até o nome das faixas. Cada música do projeto possui o nome de uma cor do Arco iris em espanhol, como por exemplo os singles divulgados inicialmente “Blanco”, “Morado” e “Rojo” (Branco, Roxo e Vermelho).

As “Colores” de J Balvin. Foto: Reprodução/Instagram

O disco foi lançado no início da pandemia em março de 2020,  desta vez J Balvin não convidou muitos amigos para o projeto. As participações especiais foram de Mr Eazi e seu produtor Sky Rompiendo.

Durante a estreia, o disco também bateu recordes expressivos! “Colores” foi o primeiro álbum de Balvin a chegar as primeiras posições no ranking de downloads do iTunes no Brasil e Estados Unidos. Na Colômbia, terra natal do cantor, as faixas chegaram a ocupar o Top 10 inteiro do Spotify e do Deezer.

Na produção dos clipes Balvin usou e abusou dos recursos visuais. A maioria dos videoclipes teve a produção de Colin Tilley. Durante a quarentena, J Balvin fez uma live especial chamada, Behind the Colores, em português, atrás das cores. Na transmissão o artista explicou toda a ideia e conceito em torno do álbum. 

Na edição do Grammy Latino de 2020, o artista fez uma performance da música “Rojo” e ainda garantiu mais um prêmio a sua coleção. “Colores” ganhou o prêmio de Melhor Álbum de Música Urbana. Confira a apresentação do cantor na premiação.

Embaixador global do Reggaeton

Depois deste resumo da trajetória de J Balvin,  é notável o quão importante ele é para a comunidade latina. O colombiano ganhou o titulo de embaixador global do reggaeton por levar o ritmo aos maiores patamares da indústria da música.  Veja algumas curiosidades extras sobre o idolo: 

  • Em 2017 Balvin foi embaixador da New York Fashion Week;
  • Foi o primeiro artista latino a ser headliner do festival americano Coachella;
  • Agora em 2020 se apresentou no intervalo do Super Bowl elevando a cultura latina junto com Jennifer Lopez, Shakira e Bad Bunny;
  • Apesar de todo o sucesso, até hoje J Balvin mora em Medellín. Diferente da maioria dos artistas latinos que se mudam para os EUA no auge da carreira. 
  • Por três anos seguidos foi eleito o artista número 1 do Deezer
  • The boy from Medellín: J Balvin está produzindo um documentário sobre sua história, ainda sem data de estreia no Brasil. A rede de streaming Amazon adquiriu os direitos da produção. 

Créditos foto destaque: @teograph

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *