Felipe Araújo fala sobre a criação de "Você Não Vale", ensinamentos de 2020 e planos futuros | Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com

Felipe Araújo fala sobre a criação de “Você Não Vale”, ensinamentos de 2020 e planos futuros

Na última segunda (21), o Latinos Brasil conversou com o cantor sertanejo Felipe Araújo. O artista Goiano é dono dos hits “Atrasadinha” e “Mentira”, além de ser destaque nas paradas musicais Brasil afora. 

Fechando os trabalhos de 2020, Felipe lançou o single “Você Não Vale” junto cantora Japinha Conde. Com uma mistura de forró e sertanejo, a música cativa por sua letra e a batida animada. Um time foi responsável pela composição do som, são eles: Alê Monteiro, Junior Silva, Bia Frazo, Pedro Henrique e Willian Ventura.


Capa do single “Você Não Vale”. Foto: Reprodução/Instagram

Durante a entrevista o cantor contou sobre o processo criativo da nova música e as lições que este ano trouxe. Mas, além disso, ele nos contou um pouquinho sobre os projetos para 2021. Confira abaixo a entrevista completa de Felipe para o Latinos Brasil.

 

LB: Semana passada nós tivemos o lançamento de “Você Não Vale” com a parceria com a Japinha Conde. A gente queria saber como nasceu essa parceria? Você pode compartilhar como foi a criação e produção da música?

Felipe Araújo: Essa parceria veio no momento que eu recebi a música. Os compositores gravaram ela só no violão, mais romântica e tudo mais. Só que na hora que eu vi a música, eu vi que ela poderia ter uma levada mais animada. Graças a Deus, quando eu mandei pro Blener, meu produtor musical, a gente teve a ideia de fazer ela  uma mistura de forró com sertanejo, com a pegada da pisadinha também. 

Quando a música ficou pronta, o arranjo ficou pronto, eu pensei na Japinha na hora! Ela lançou a música “Romance Desapegado” em agosto e estourou demais, foi um estouro muito rápido que aconteceu com a Japinha. Essa música “Você Não Vale” eu recebi em setembro. Eu já conhecia demais o trabalho dela e não veio outro nome na minha cabeça a não ser a Japinha, tanto na minha cabeça, quanto da galera que trabalha comigo, todo mundo adorou a ideia.  Graças a Deus ela topou participar desse desafio, aceitou o convite e eu to muito feliz com o resultado!

LB: Falando sobre o clipe, que ficou muito legal por sinal, nós temos a presença dos atores Lívian Aragão, Rainer Cadete e Sill Esteves. Como surgiu a ideia da história, porque tem uma trama no clipe e como foi reunir essa galera para a gravação?

Felipe Araújo: Foi muito top! Na verdade o Léo Ferraz que é o diretor do clipe que criou o roteiro, ele foi o roteirista, não só ele, mas o pessoal da gravadora e da produção dele.  Eu gostei muito do roteiro, achei muito criativo. Ele é meio trágico, mas é cômico e leve. 

Quando eu cheguei e vi os nomes do pessoal que ele tava indicando pra gente escolher, na hora eu vi o nome da Livian Aragão, da Sill, do Rainer e do Ricardo eu achei muito bacana. São atores jovens que tem todo um futuro brilhante pela frente! Tenho certeza que a galera tem gostado bastante da atuação deles no clipe, ficou muito legal. Ficou um ar daqueles filmes de comédia romântica. 

LB: Você sempre se aventura musicalmente falando né, gravando com artistas de diferentes estilos como o Pk, Ferrugem, Léo Santana e Joey Montana. A gente enxerga que você consegue transitar por diferentes ritmos sem perder sua essência, além de também sempre deixar sua marca nas músicas. Qual é o segredo para isso? E como você enxerga essa sua versatilidade?

Felipe Araújo: Eu acho isso uma grande característica da minha carreira, eu gosto muito disso. Eu sou uma pessoa eclética, gosto de vários estilos musicais. Embora eu seja apaixonado e doente por sertanejo desde que eu me entendo por gente. Eu sou adapto também a outros estilos, gosto bastante de pagode, forró, reggaeton, eu gosto de um pouco de tudo. 

É sempre muito legal colocar elementos de outros estilos musicais nas minhas músicas. Eu acho que a galera curte também, a galera sacou que eu gosto de fazer, de ter esses desafios, de transitar por outros estilos também. Então isso é muito bacana e poder contar com grandes artistas de outros estilos musicais. Aí a gente fecha sempre com chave de ouro, porque isso só enriquece a nossa cultura, o brasileiro, a música, arte que só traz benefícios para diversidade cultural da nossa música.

LB: Agora estamos no clima de final de ano, esse que foi um ano tanto atípico. Em poucas palavras, o que foi 2020 para você? Quais foram os ensinamentos que este ano trouxe e você vai levar para a sua vida?

Felipe Araújo: 2020 foi um ano de muito aprendizado. Foi um ano onde faltou show mais não faltou com certeza o trabalho. Graças a Deus pude trabalhar bastante nos meus projetos futuros. Pude criar um acervo musical  muito bacana para ter repertórios bem consistentes para os próximos projetos do ano que vem e dos anos que vierem aí pela frente.
Uma coisa que 2020 me ensinou foi valorizar momentos, valorizar coisas bem simples que às vezes passavam um pouco despercebido na correria do dia a dia. Eu acho que isso é o principal.

LB: O que podemos esperar de Felipe Araújo para 2021? Quais são seus planos para o futuro? O que você pode adiantar para a gente?

Felipe Araújo: Vem muita coisa bacana por aí, “Você Não Vale” é uma música que faz parte de um EP que eu vou lançar agora em janeiro. Então tem algumas músicas inéditas chegando por aí. Tem muita coisa bacana para o ano que vem, tem algumas coisas que eu não posso dar muito detalhes, tem um projeto que vai misturar duas grandes paixões do brasileiro que é o futebol e a música. Já tem participações incríveis confirmadas de uma grande galera aí, uma galera muito massa. Tenho certeza que vai ser um projeto que vai mudar muita coisa na minha vida! Pretendo também gravar um DVD em 2021, se Deus quiser vai dar certo. A gente só espera que tudo volte ao normal o mais rápido possível pra botar em prática tudo que a gente planeja.

Ping Pong LB
  • A música que mais toca na sua playlist?
    Recairei – Os Barões da Pisadinha.
  • Filme?
    Rei Leão. 
  • Inspiração?
    Meu irmão.
  • Parceria nacional?
    Ferrugem.
  • Parceria internacional?
    J Balvin.
  • Hobby
    Cozinhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *