Cristóvam fala sobre o sucesso do single de resistência à pandemia, novo lançamento e mais! | Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com

Cristóvam fala sobre o sucesso do single de resistência à pandemia, novo lançamento e mais!

Cristóvam é um cantor português, que tocou e conquistou o coração de diversas pessoas com o lançamento do single “Andrà Tutto Bene”. O artista apaixonado pelo universo musical, trouxe nos versos dessa composição uma singela homenagem aos profissionais da saúde que estão na linha de frente ao combate do novo coronavírus.

Rapidamente o single se tornou viral, em várias partes do mundo, principalmente na Itália, local onde a pandemia atingiu de uma forma tão agressiva e assustadora. A faixa ganhou um videoclipe emocionante que conseguiu impactar e conscientizar mais ainda a humanidade, sobre a realidade que estamos vivendo. Como resultado do trabalho, o videoclipe da produção já ultrapassa a marca de 864 mil visualizações.

Dando continuidade em seus projetos, o cantor lançou recentemente o single “Setting Sun”. A canção é a primeira faixa de seu novo álbum de originais, que tem previsão de ser entregue ao público em 2021. Cristóvam preparou um clipe para a faixa, produzido por Pedro Varela. As cenas gravadas entre as nove ilhas dos Açores, trazem a atriz Joana de Verona como protagonista.

Nós da Latinos Brasil tivemos a oportunidade de realizar uma entrevista com o artista. Durante o bate-papo, Cristóvam nos revelou como se sentiu ao viralizar com um single que se tornou símbolo de resistência a pandemia. Além disso, ele também nos contou detalhes de seu novo lançamento.

Confira a entrevista completa:
LB – Recentemente você lançou o single “Setting Sun”. Como foi o processo criativo da canção?

O primeiro rascunho da letra de “Setting Sun” nasceu em 2018 quando estava de férias com a minha namorada na Sardenha. Na altura comecei a escrever sobre um sentimento de paz que nunca tinha tido antes, uma espécie de desprender totalmente do mundo e estar unicamente focado em passar um bom bocado longe de casa. Pode parecer estranho isso ser algo novo para mim, mas eu sou uma pessoa que tem sempre a mente ocupada com muitas coisas e essa foi das poucas alturas da minha vida em que me consegui verdadeiramente desprender de tudo o que fazia parte da minha rotina e desfrutar totalmente do que me rodeava. Terminei a canção já no decorrer deste ano quando estava já a trabalhar no disco e me deparei com ela, subitamente aquelas palavras ganharam um novo significado e foi então decidi gravar e lançá-la como primeiro single.

LB – A faixa chegou acompanhada de um videoclipe lindo. Como surgiu a ideia do clipe e qual mensagem você quis passar com ele?

Eu nasci nos Açores. Sempre quis ter um clipe que mostrasse ao mundo este sítio incrível onde tive o privilégio de nascer e crescer. O clipe nasceu dessa ideia e depois há ainda presente a mensagem do diretor Pedro Varela, que fala nas mudanças que o tempo trás em nós próprios e na importância de aproveitarmos as viagens e em particular os regressos para as constatar e abraçar.

LB – No início da quarentena você lançou “Andrà Tutto Bene” e o single ganhou uma projeção muito grande em todo o mundo. Você esperava todo esse sucesso?

Foi surreal o impacto que a canção teve. Seria impossível prever algo dessa dimensão. Principalmente porque o impacto foi puramente orgânico.

Não houve nenhum plano de marketing, nem nada que se pareça. Nós simplesmente colocamos o clipe no YouTube e de repente viralizou e em menos de 48 horas estava a receber centenas de mensagens de todo o mundo.

LB – Qual a sensação de ter conseguido não apenas homenagear os profissionais da saúde, como também impactar as pessoas com essa música?

É muito bonito saber que essa canção conseguiu provocar algum conforto e alento nas pessoas que lidaram com essa ansiedade da mesma forma que eu. E claro, acima de tudo, nos verdadeiros heróis desta batalha, que são sem dúvida os profissionais de saúde.

LB – Qual foi a maior dificuldade em produzir durante a quarentena?

Enquanto compositor, aquilo que tem sido mais difícil para mim do ponto de vista de escrita é o facto de estarmos um pouco cortados das nossas vivências normais. Parece que o tempo está congelado neste momento e muitas vezes isso pode ser pouco estimulante para a escrita. Para além disso o facto não de poder colaborar com outros músicos com a mesma facilidade e não poder trabalhar normalmente num estúdio em condições normais também têm tornado essa tarefa um pouco mais difícil. Por outro lado, há mais tempo para trabalhar e compor porque tenho estado mais tempo em casa do que seria normal.

LB – Você pretende trazer novos lançamentos para 2020? O que podemos esperar de Cristóvam?

Tenho estado a trabalhar num disco novo que sairá em 2021 e em breve poderão esperar novas canções que farão parte desse mesmo trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *