Carol Biazin e Vitão lançam "Sempre que der" | Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com

Carol Biazin e Vitão lançam “Sempre que der”

Participamos da coletiva de imprensa onde Carol Biazin contou detalhes sobre sua parceria com Vitão e também curiosidades sobre sua carreira

Na última sexta-feira (21/08), Carol Biazin e Vitão lançaram o novo single “Sempre que der”, uma composição dos cantores juntamente com DAY, Tiê Castro e Los Brasileiros.

Tivemos a oportunidade de participar da coletiva de imprensa com Carol Biazin e descobrimos mais detalhes sobre este novo lançamento!

créditos: divulgação

A cantora conta que esta composição foi feita em um camping de composições entre amigos e inicialmente foi pensada para Ludmilla e Ferrugem. Com felicidade, fala que a música acabou entrando na lista de músicas do seu novo álbum que deverá chegar até o final de 2020.

Vitão foi convidado para participar da música pois além de ter sido um dos compositores, ele é um dos melhores amigos de Carol e ambos sentiram que era o momento para poder lançar essa música que foi composta antes mesmo do lançamento do álbum de Vitão.

A letra e videoclipe foram feitos não só para casais e que estão à distância por conta da pandemia, mas também para casais que posteriormente não poderão permanecer juntos o tempo todo. Os artistas querem que as pessoas se lembrem não como um videoclipe marcado pela quarentena, mas que possam se identificar daqui muitos anos também.

Perguntamos para a Carol algumas curiosidades sobre a sua carreira.

Confira abaixo um trecho da entrevista:

LB: O que foi mais difícil e qual foi o seu maior desafio até hoje?

Carol Biazin: Eu acho que, com certeza, foi essa coisa de ter que se encontrar dentro de tantas referências. Eu tinha muita referência gringa, muita referência de paradas que vinham de fora, e eu não sabia como exercer aquilo aqui no brasil. Eu também acho que essas referências do pop no brasil ainda são muito recentes. Esse pop que tá rolando agora. Isso foi o mais difícil. Se moldar, se encontrar, eu tive uma crise existencial achando que eu era só mais uma por aí e que não iria dar em nada, enfim, eu acho que essas inseguranças rolaram muito, mas foi um crescimento muito bizarro tudo isso que eu senti e até uns 4 meses atrás, um pouco antes de começar a quarentena, eu estava nesse momento pesado, pensando só coisas negativas, que iria dar tudo errado.. Eu tenho muita sorte que as pessoas que eu tenho perto de mim me ajudam a enxergar quem eu sou muito melhor e me fazem ver o meu potencial. Eu acho muito “daora” que o meu empresário fala “vem cá que eu vou te mostrar o que é possível você fazer organicamente sem nem ter uma luz na sua cara”. Isso me deu um “tcham”. E o meu irmão coruja uma vez falou pra mim uma parada muito bonita que foi “Carol você não precisa de muito para brilhar, é só você estar ali” e é isso que eu tento trazer para as coisas que eu faço, sempre que der estar aí. Eu acho que prova muito isso!

LB: Conta pra gente um gênero que você nunca gravou nem compôs nada, mas que é um gênero que você pensa em lançar algo.

Carol Biazin:Um gênero que eu nunca compus!?!? Cara, acho que sertanejo, não, minto, eu já fiz um sertanejo, ele é muito bom mas não sei pra onde foi(risos). Eu já escrevi muitas coisinhas mas acho que brega funk eu nunca fiz nada.

LB: Mas tem vontade de fazer?

Carol Biazin: Não sei.. Acho que tem que ter algo que justifique. Não vou sair lançando um brega funk do nada “a Carol lá fora do contexto”, mas se me chamarem pra uma parceria e eu fazer um “R&Bzão” no brega funk por que não? Eu acho que tudo é possível no brasil, a gente permite muita coisa acontecer, muitas misturas. Mas eu tenho muita muita vontade de escrever um funk desses melódicos românticos e isso é uma parada muito possível de eu trazer em algum momento com alguma parceria. Essa coisa meio “vai, rebola pro pai” ganham o meu coração.

Assista ao videoclipe de “Sempre que der” de Carol Biazin e Vitão:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *