Bryan Behr fala sobre o lançamento do seu primeiro álbum | Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com

Bryan Behr fala sobre o lançamento do seu primeiro álbum

Bryan Behr é brasileiro, nascido em Santa Catarina. Ele tem 23 anos e está lançando seu primeiro álbum, na sexta-feira (31/01), intitulado “A vida é boa”. Nós do Latinos Brasil tivemos a oportunidade de conversar com ele por telefone, confira abaixo!

Latinos Brasil: Quando você decidiu que queria ser artista?

Bryan: Eu que nasceu comigo. Durante muito tempo eu fugi da ideia de seguir uma carreira artística por medo, mas sempre esteve presente. Desde muito novo eu sempre me expressei muito bem. Quando eu ganhei meu primeiro violão, dos meus pais, eu não sabia tocas as músicas que eu gostava, então comecei a escrever minhas próprias músicas. Aprendi a fazer dois acordes e escrevi umas cinco músicas com esses dois acordes. E eu sempre senti um chamado muito forte, desde muito novo. Mas só admiti pra mim mesmo em 2017, quando eu comecei a gravar minhas músicas e postar meus vídeos. 

LB: O que nós podemos esperar desse álbum?

Bryan: É um álbum muito diversificado, com muita dinâmica. Músicas falando sobre amor, sobre carinho. A gente levou 150 músicas para o estúdio e passamos 13 dias ouvindo todas elas para escolher as 11, então fazer uma seleção de repertório dessa maneira é abrir oportunidade de fazer um disco que fale sobre várias coisas, de vários temas. No mesmo disco você vai ouvir uma música que eu escrevi para a minha irmã, outra que escrevi sobre superação… Ficou um disco muito versátil, muito dinâmico.

LB: Qual sua música favorita do álbum?

Bryan: A que mais fala de mim, que fala sobre cantar… Eu já ouvi o álbum umas duzentas vezes, mas a que eu sempre volto é “Para rodar o mundo com você“.

LB: Uma música do álbum que tenha marcado um momento especial?

Bryan: Não poderia deixar de falar de “girassol” foi a primeira que eu gravei, que postei na internet e me abriu muitas portas. Ela fala de um período muito difícil que eu passei e dei a volta por cima, um período depressivo muito grande, em 2016. Eu escrevi para todas as pessoas que de alguma maneira estão passando por uma fase ruim. É uma carta de esperança. Me marcou muito não só pela fase que eu vivi, mas por eu ter ajudado tantas pessoas desde o começo.

Ping Pong:

LB: uma palavra?

Bryan: música

LB: um sentimento?

Bryan: saudade

LB: Uma cor?

Bryan: preto

LB: Uma música?

Bryan: Esperar é caminhar do Marcos Almeida

LaB: a vida é?

Bryan: boa (risos)

LB: Bryan por Bryan?

Bryan: teimoso

Entrevista por Beatriz Bernardo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *