Bob do Contra fala sobre Poetas no Topo, Boombapstar e mais! | Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com

Bob do Contra fala sobre Poetas no Topo, Boombapstar e mais!

Créditos destaque: Lucas Dias

Com singles e parcerias já lançados, o Portal Latinos Brasil conversou com o cantor e compositor Bob do Contra, que falou sobre sua marcante participação no projeto Poetas No Topo, que já ultrapassa a marca de 9 milhões de visualizações apenas no videoclipe oficial do canal da PineappleStorm TV.

No dia 12 de Abril, na páscoa, Bob lançou o clipe do seu single Quero Mais’ e recentemente foi ao ar seu mais novo trabalho, ‘Antissocial’, também disponível em seu canal no Youtube e nas plataformas digitais.

Confira a entrevista completa de Bob do Contra para o LB

 

LB: Estivemos acompanhando seus últimos lançamentos e parcerias. Primeiramente gostaria de te parabenizar pelos lindos trabalhos realizados. Falando um pouco sobre sua colaboração no projeto ‘Poetas No Topo’ 3.3 Parte 1 – O Epílogo, onde sua participação foi bem marcada por uma incrível composição. Como foi esse processo de composição e o que você achou do resultado?

Bob do Contra: Muito obrigado, de verdade! É importante pra mim saber que as pessoas gostaram do que eu fiz nesse projeto enorme que é o Poetas no Topo.

Cara, eu fiquei bastante em dúvida sobre o que eu queria e sobre o que eu não podia deixar de falar. Não sei como funciona pra outros artistas, mas se eu me disponho a escrever sobre um tema, eu preciso ter conhecimento ou no mínimo grande interesse pelo assunto. Digo isso porque pautas como política e intolerância religiosa, que eu abordei na letra, são coisas que realmente movimentam meu dia, então acho combinou perfeitamente com o momento.

Quis destacar também a importância do público de estudar mais e julgar menos o trabalho alheio, não que todos os artistas não devam estar preparados para dar a cara a tapa, mas a falta de conhecimento e clubismo de grande parte dos ouvintes do rap nacional são muito responsáveis por brecar o crescimento que muitos vão julgar estar no caminho certo da cultura.

Eu entendo que conforme uma cultura se expande, a tendência é que haja fofoca e uma “memetização” das coisas, mas acho que a gente tem que parar de querer pôr a carroça na frente dos bois e entender em que pé estamos. Não quero e nem nunca quis podar a arte de ninguém, mas acho que algumas responsabilidades tinham que ser lembradas e destacadas.

Na busca por essa mescla que falei no início, eu optei por construir algo sólido que falasse do presente, passado e futuro, expressando o que eu acho da situação atual, contar um pouco da minha história e o que eu quero e vou realizar. Eu fiquei escrevendo e reescrevendo a letra durante um tempo mas na semana da gravação eu meio que cuspi alguns versos que estavam presos e o resultado foi esse.

LB: Tivemos no dia 12 de Abril, na Páscoa, o lançamento do seu novo single “Quero mais” com Slim, no qual gostaria de ressaltar sobre o beat da música que ficou muito bom. Você pretende lançar mais canções nesse estilo? De onde surgiu a ideia de levar essa pegada para sua composição?

Bob do Contra: Pretendo sim. O videoclipe de QUERO MAIS é uma sátira aos clipes de Trap da cena atual, mas minha crítica é apenas pra essa mania que a gente tem de pegar algo que deu certo em qualquer gênero ou subgênero e replicar. Se torna genérico. Eu sempre deixei claro que escuto e sou fã de diversos artistas do Trap, daqui e de fora.

Acho que eu quero fazer tudo que eu gosto de escutar, da minha forma, é óbvio. Eu gravei mais músicas do tipo, mas estou buscando ainda como fazer da minha forma e não parecer um grande plágio de gringo. Fazer Trap da minha forma. Fazer rap da minha forma.

Quero que meus fãs tenham uma sensação de surpresa com meus sons ao nunca saberem que estilo ao certo se trata o meu próximo lançamento. Tô sempre estudando e tentando trazer novas referências sempre. A cultura é muito vasta, a gente sempre tem mais e mais pra aprender.

LB: Como todos sabem, estamos em tempos de isolamento social. Qual sua rotina nessa quarentena, anda escrevendo muito? Como você está lidando com tudo isso?

Bob do Contra: Eu definitivamente ando escrevendo mais, mas acho que isso tudo pegou todos nós de surpresa, então nos primeiros meses tive que passar uma fase de adaptação onde eu não tava conseguindo escrever. O que eu posso dizer é que com certeza essa fase passou e eu tenho escrito minhas melhores letras agora. Tenho trabalhado bastante pra trazer muita coisa, tirar do papel e dar luz a novos projetos.

LB: Está trabalhando em mais projetos para serem lançados futuramente? Como estão os planejamentos atuais da sua carreira musical e pós quarentena? O que pode nos dizer sobre isso?

Bob do Contra: Como estava dizendo, tenho trabalhado bastante. Com a situação atual do mundo alguns projetos acabaram atrasando e pra compensar eu resolvi reunir algumas músicas que eu tinha gravado no ano passado e fazer um EP.

ANTISSOCIAL” vai ser meu segundo EP solo e tem algumas surpresas nele. Estou trazendo 3 participações especiais de 3 amigos que o rap me deu, e também espero que meus fãs encarem esse projeto como um prelúdio do disco que finalmente vamos soltar esse ano, o Divina Comédia.

Ainda não sabemos a data exata para o lançamento do álbum, mas esse é um disco colaborativo, como eu já havia comentado na última entrevista, entre eu e Tiago Mac que será lançado no canal da PineappleStorm TV nos próximos meses.

Aos meus fãs, pretendo cumprir minha promessa e esse ano também vou lançar meu primeiro álbum solo, o “BOOMBAPSTAR”, como avisei nos meus versos do Poetas no Topo.

Resumindo, nas próximas semanas lanço ANTISSOCIAL (EP), depois sai o Divina Comédia pela PineappleStorm TV e no final do ano, também sem data definida ainda, vem o BOOMBAPSTAR. Então, pode-se dizer que eu tenho grandes ambições pra esse ano, mesmo com tudo que rolou.

Assista ao videoclipe de “QUERO MAIS“, de Bob do Contra:

 

Assista ao mais novo clipe de Bob do Contra, “ANTISSOCIAL“:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *