Alfonso Herrera anuncia novo filme sobre um dos maiores escândalos políticos do México | Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com Latinos Brasil | www.latinosbrasil.com

Alfonso Herrera anuncia novo filme sobre um dos maiores escândalos políticos do México

Saiba tudo sobre “El Baile de los 41”

O ator mexicano Alfonso Herrera está de volta às telas dos cinemas com o filme El Baile de los 41, baseado em um dos maiores escândalos do governo de Porfírio Diaz, Presidente do México, que governou de de 1884 a 1911. O longa tem previsão de estreia para 19 de novembro nos cinemas mexicanos, com possibilidade de alteração, devido à Pandemia do Corona Vírus.

Divulgação: IMDb

O longa é inspirado em um episódio real, conhecido como “Baile de los cuarenta y uno Maricones”. Em 18 de novembro de 1901, quatro policiais descobriram uma festa clandestina, onde estavam homens travestidos com roupas e joias de luxo. Oficialmente, 41 pessoas foram detidas e Porfírio Díaz fez o possível para abafar o escândalo, devido aos rumores de um participante número 42: seu genro, Ignacio de la Torre y Mier, interpretado por Poncho.

Confira o trailer a seguir:

Esse é o segundo papel homossexual de Alfonso Herrera. De 2015 a 2018, ele deu um show de atuação em Sense8, como Hernando Fuentes. A produção da Netflix foi um sucesso em todo o mundo e suas cenas picantes chamaram a atenção.

Divulgação: Revista Quem

 

Entendendo o “Baile dos Quarenta e Um”

Os homossexuais sempre tiveram uma vida difícil no México, já que a homossexualidade era visto como um erro e, quem se “assumisse”, era violentamente punido. Apesar do governo da época ter se esforçado para ocultar o episódio em questão, já que parte dos detidos pertenciam à classe alta da sociedade porfiriana, a imprensa mexicana levou o fato à público, tornando-se assim um dos escândalos mais notórios do início do século XX.

Divulgação: The Mazatlán Post

 

Os organizadores teriam sido Ignacio, marido de Amada Díaz (Mabel Cadena) e Antonio Adallid (Emiliano Zurita), ambos afilhados dos imperadores Maximiliano e Carlota. Ao notar a chegada da polícia, Ignacio teria fugido para não causar problemas à imagem da Presidência e sua família.

Os que não conseguiram escapar foram algemados e conduzidos a vários quartéis próximos, sob a acusação de “ofender a moral e os bons modos”. No entanto, é importante frisar que no total foram 42 pessoas (e não 41, como colocado no nome), sendo Ignacio de La Torre a pessoa faltante.

Quem não tinha os recursos econômicos para corromper o sistema penitenciário foi recrutado para o exército. Ainda que o homossexualismo não fosse ilegal, a violação de direitos era comum à época, o que não impediu que os demais convidados influentes seguissem com as reuniões de forma clandestina e as vidas duplas.

Podemos esperar um filme carregado de história, emoção e fatos que seguem prosperando até os dias atuais, já que a política mexicana é considerada como uma das mais conservadoras e perigosas do mundo.

Divulgação: IMDb

 

Alfonso Herrera conhecido por filmes icônicos e polêmicos

Essa não é a primeira vez que Poncho estreia em um filme político e com polêmicas baseadas em fatos reais. Em “La Dictadura Perfecta”, da Netflix, o ator expôs um caso muito conhecido entre os conhecedores da política e do entretenimento mexicano: a ligação do PRI (Partido Revolucionário Institucional) com a emissora mais famosa do país: Televisa.

Foto: Divulgação

O filme mostra de maneira muito clara, a história de um governador que, para conseguir chegar à presidência, entra em um acordo com uma famosa empresa televisiva. O ator Sérgio Mayer interpretou o presidente do México, em referência a Enrique Peña Nieto, e Alfonso Herrera interpretou o diretor da emissora, que perde sua namorada para o governador vivido por Damian Alcazar. O filme foi o segundo de maior bilheteria no México em 2014, ultrapassando a marca de 4 milhões de telespectadores. Confira o trailer a seguir:

 

“Minha intenção é reunir este episódio do baile a partir de um outro ângulo, completamente oposto ao da imprensa da época, que o relatou de uma perspectiva desumanizada.”, explica o diretor David Pablos para a Revista BoysMx.

El Baile de los 41 estreia em 19 de novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *