Rionegro e Solimões completam 30 anos de carreira nesse 1º de abril

Indo em contra a todas as piadinhas de 1º de abril, Rionegro e Solimões é aquela mentira que virou verdade. Foi em um dia como esse, só que há trinta anos que os dois se lançaram oficialmente como dupla. E após essas três décadas, eles formam uma das duplas mais respeitadas do Brasil e colecionam números satisfatórios de vendas durante esse tempo

A ligação deles com o 1° de abril é bem forte. Foi em 1989 que eles lançaram o primeiro LP de carreira, que levava apenas o nome da dupla. De lá pra cá, a caminhada foi seguida de sucessos e glórias, conquistadas merecidamente em uma carreira consolidada com bastante amor e dedicação.

Com 18 CDs e 3 DVDs lançados, a dupla seguiu emplacando sucesso após sucesso em seus projetos lançados. Nesta longa estrada da música, alguns hits se tornaram parte da vida de todos os brasileiros. Peão Apaixonado, lançada em 1998, ultrapassa a impressionante marca de 3 milhões de views no perfil oficial do Spotify.

Aliás, é bom deixar claro o engajamento dos artistas nas redes sociais. Ainda falando de Spotify, eles tem quase 300 mil seguidores e 285 mil ouvintes mensais. No canal oficial do YouTube, a dupla não fica pra trás: contem quase 200 mil inscritos e mais de 80 milhões de views.

Falando em estrada e palcos, Rionegro e Solimões já passaram por festivais, casas noturnas e barzinhos. Se apresentaram em pequenos palcos, mas também já fizeram grandiosas turnês internacionais nos EUA. Levaram para os quatro cantos do mundo através das redes sociais seus grandes sucessos: De São Paulo a Belém, Frio da Madrugada, A Gente Se Entrega, entre outros.

Nestes 30 anos dedicadas à música, Rionegro e Solimões subiram no palco mais de 5.000 vezes, venderam mais de 13 milhões de cópias e bateram recorde de público em festas de peão. Como reconhecimento, receberam dezenas de discos de ouro, prata, platina e platina dupla. Alguns de seus sucessos fizeram parte da trilha sonora das novelas Laços de Família (“Peão Apaixonado”, 2000), Cabocla (“Floresce”, 2004), América (“Na Sola da Bota”, 2005) e A Favorita (“Vida Louca, 2008).

O mais recente trabalho dos dois é Solidão (Ao Vivo) lançado em dezembro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *