Precisamos falar sobre a série Nicky Jam – El Ganador

 

Disponível na Netflix desde novembro do ano passado, Nicky Jam – El Ganador, bio-série do streaming sobre a vida do rapper porto-riquenho Nicky Jam, conta desde o início humilde e problemático que passou em Boston.

A estrela renascida, fenômeno nas plataformas digitais com o single ‘Equis- X’, que conta com a colaboração do astro J Balvin, recebeu alguns dos prêmios mais prestigiados da indústria, lotou estádios, ganhou admiração de colegas e emergiu como um dos expoentes da música urbana, mas agora o publico pode conhecer tudo o que foi feito antes de Nicky conseguir a fama que tem hoje.

“Eu venho de um passado muito sombrio, onde havia muitas coisas que não eram fáceis de tirar a vida. Meus pais viciados em drogas, eu estava usando drogas … Graças a Deus todos nós deixamos essa lacuna, mas eu quero que as pessoas saibam como foi o processo”, disse o compositor.

A obra é produzida pela Endemol Shine Boomdog para Telemundo e Netflix. De origem americana, mas no idioma latino, a produção conta com 13 episódios

Nicky Jam interpreta ele mesmo na fase adulta, mas antes disso o astro erroneamente teve o ator Darkiel para representa-lor sua fase mais jovem. Com uma atuação muito limitada, chega irritar um pouco a forma caricata e inexpressiva, mas por outro lado temos José Arroyo , de quem pouco se conhece, fazendo Daddy Yanke.

Yankee, interprete de ‘Gasolina’ e ‘Dura’ tem um papel fundamental na vida de seu colega, e José Arroyo foi a escolha perfeita para interpreta-lo. O jovem surpreende por sua grande semelhança com o reggaeton.

Dirigido pelo dominicano Jessy Terrero, a série é um Fan Service, e não apresenta excelência em sua produção. Com uma fotografia não muito atraente, uma narrativa lenta, e algumas vezes confusa na questão da linha cronológica, dificilmente consegue despertar curiosidade para um público que ainda não conhece o artista. Infelizmente nem as cenas musicais engrandecem a obra, mesmo elas sendo boas.

Segundo o site ‘Dirário Notícia, alguns usuários da Netflix apontaram ser uma perda de tempo lançar uma série sobre um artista que só é conhecido por três ou quatro músicas, e que é muita irrelevância.

Para todo bom entendedor de música latina, gostando ou não do trabalho de Nicky, convenhamos que ele é grande em seu gênero musical. No final da década de 2000, após se mudar para a cidade de Medellín, na Colômbia, em 2010, ele reiniciou a carreira que estava em pausa, lançando singles de sucesso como ‘Piensas em Mi’, e podemos acompanhar esta fase na série.

Tu Primera Vez’, ‘Curiosidad’, ‘Juegos Prohibidos’ foram alguns outros sucessos nesta época, e depois de quase oito anos sem trabalhar ao lado de Daddy Yanke, ambos lançaram o álbum Prestige. De lá pra cá, Nicky Jam se tornou recordista em maior número de aparições em álbuns de vários artistas, superando o seu parceiro, além de encerrar a Copa do Mundo da FIFA do ano passado, ou seja, não temos aqui uma personalidade irrelevante.

O astro latino tem uma história curiosa de superação para contar, e para quem quiser conhecer melhor, agora pode desfrutar da série.

Formado em jornalismo, amante de séries e filmes. Ouvinte de música latina e sertaneja. Pacífico e observador.

Comentários