TBT: Oito anos da Extranjera On Tour Brasil, da Dulce María

Em um dia como esse, mas há oito anos, Dulce María encerrava a sua primeira grande turnê como solista no Brasil. A ‘Extranjera On Tour Brasil’, teve seu término no já extinto Via Funchal (R.I.P), em São Paulo, no dia trinta de maio de dois mil e onze. Um show, sem dúvidas, inesquecível para todos os presentes ali.

Inesquecível por vários motivos. Antes de nada, por ter sido a primeira tour como solista da ex-RBD, que estava em seu auge e tinha seus fãs com ganas de vê-la de qualquer jeito, mesmo que de longe (inclusive eu!). Depois por ela ter dado a certeza de que seus maiores sucessos no grupo mexicano estariam no setlist de sua nova gira (e estiveram).

Nem tudo foram flores, eu assumo. Teve falta de organização na hora da entrada, teve confusão com a organização (e realização) do meet and great, que foi vendido para acontecer antes do show, mas acabou sendo depois. Ou seja, muitos fãs saíram mais de meia noite de lá e tiveram que se virarem para chegar ao seus destinos finais. Muitos foram para outras cidades.

Mas tudo isso não fez com que o espetáculo fosse menos especial ou ruim. Teve estrutura de show, cenário, figurino novo, bailarinos, e Dulce até se arriscou em dar seus passinhos de dança nas músicas mais agitadas; o que fez com que o Via Funchal fosse quase abaixo por tanta gente pulando e gritando ao mesmo tempo.

Essa foto é sua? Entre em contato com a gente para darmos os créditos!

Para mim, o auge foi mesmo a música ‘No Pares’, afinal desde a primeira apresentação ela se tornou hino na carreira de Dulce e na vida de seus fãs. Mas todas as outras, indo do sucesso ‘Inevitable’ até ‘No Se Parece’, foram recebidos da melhor forma e com o coração de todos os fanáticos ali presentes cheios de amor.

A ‘Extranjera On Tour‘ teve ainda um show de abertura, que ficou a cargo de ‘Paulina Goto’, na época, atriz e cantora revelação da Televisa e agenciada por Pedro Damián, quem também era produtor da carreira de Dulce, juntamente com o Luis Luisillo Miguel, dois dos inúmeros nomes responsáveis pelo sucesso do RBD.

Paulina, inclusive, ficou com a música, que a principio seria do disco Extranjera, intitulada ‘Dónde Sale El Sol‘, que teve até demo divulgado no canal oficial do YouTube de Dulce. E esse demo se juntou a outros demos lançados no canal que, naquela época, era a principal fonte de divulgação das novas canções e rotina de gravação do disco.

E aquele ano foi um ano e tanto na carreira de Dulce. Entre ser garota propaganda de várias marcas importantes, Dulce cantou com Joe Jonas e por aqui, no Brasil, meses depois ela voltou e participou nos ‘Meus Prêmios Nick’ e realizou um de seus grandes sonhos: conhecer Ivete Sangalo.

Essa foto é sua? Entre em contato com a gente para darmos os créditos!

Essa foto é sua? Entre em contato com a gente para darmos os créditos!

Outro grande ponto da carreira de Dulce naquela época e que faz parte da ‘Extranjera On Tour‘, de um jeito ou de outro, é que a nossa María participou de alguns programas da ‘MTV Brasil‘ (que em 2011 ainda era da TV aberta) e seus fãs lotaram a pequena rua em que a emissora se localizava na zona oeste de São Paulo.

A ‘Extranjera On Tour‘ teve outras versões aqui no Brasil, mas nenhum como o primeiro. A energia que a mexicana transmitia de cima do palco era inexplicável e de arrepiar todos os cabelinhos do corpo. Ela estava muito bem ensaiada, mas se deixou levar pela emoção de estrear em palcos brasileiros pela primeira vez e pela energia que nós sempre passamos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *