O cantor almeja alcançar mais fãs brasileiros com sua música portuguesa

 

Diogo Piçarra é um cantor português que vem ganhando espaço no Brasil após fazer parceria com AnaVitória, que é uma sensação na música brasileira e tem ganhado cada vez mais espaço na mídia. O estilo de ambos é parecido e com isso o sucesso para ambos já era algo previsto.

Na nossa primeira conversa, Piçarra estava conhecendo o mercado brasileiro e se aventurando por aqui. Agora, mais experiente, ele voltou para dar continuidade em sua divulgação do disco “do=s” em território nacional.

Na nossa mais recente conversa, falamos sobre as mudanças que se deram nesse um ano após a parceria com AnaVitória, a relação do cantor com os fãs portugueses e sobre a guinada que sua carreira que deu recentemente.

Um dos temos da conversa também foi sobre o que o cantor pretende para o futuro. Confira abaixo a entrevista exclusiva:

Diogo Piçarra em São Paulo

Diogo Piçarra em pocket show em São Paulo
Foto: Carla Wolf

Latinos Brasil: Como foi o resultado da parceria com a AnaVitória?

Diogo Piçarra: Após um ano do primeiro contato, valeu à pena todo o trabalho. Tenho só agradecer as duas e ao empresário por acreditar em mim e na minha voz. Ter regravado a música Trevo em idioma português (de Portugal) foi muito bom, principalmente pelo sucesso que isso gerou no meu país.

Latinos Brasil: Esse ano você vai participar do Rock In Rio Lisboa, como está se sentindo?

Diogo: Vai ser emocionante, as duas (AnaVitória) também estarão lá, se apresentarão uma hora antes de mim então decidimos que iremos cantar a música “trevo” juntos lá também, esse costuma ser um ponto alto no meu show.

Latinos Brasil: Há um ano quando você veio para cá esperava que esse contato tivesse trazido mais fãs brasileiros, esse objetivo foi alcançado?

Diogo: Com certeza, eu espero que sim (risos). Eu sei que o sotaque ainda é uma barreira, que seja estranho à uma primeira impressão e realmente percebo que nossas diferenças quando cantamos e quanto falamos. Acredito que quanto mais vocês ouvirem uma música portuguesa – que não é muito comum por aqui – mais vocês irão se acostumar. E sinto que a quantidade de fãs tem aumentado, principalmente pelos convites para sair que costumo receber, para sair para comer em um restaurante ou conhecer algum lugar. Eu me sinto acolhido, vocês são muito carinhosos, inclusive aqui em São Paulo.

Latinos Brasil: Da última vez você disse que tinha muita vontade em gravar com a Anitta, ainda a tem?

Diogo: Eu ainda não tive a oportunidade em conhecê-la, mas é uma das cantoras que eu gostaria muito de trabalhar aqui no Brasil. Agora ela é gigante, e dá um orgulho de saber que o Brasil está muito bem representado por ela. Gostaria também de trabalhar com outras pessoas e novamente com a AnaVitória, fazer uma música original do início com ela, gravar novamente com o Tiago Iorc,  pensar em uma parceria com a Manu Gavassi entre outros tantos que são pessoas conhecidas em Portugal e acredito que nossas vozes poderiam combinar em uma música.

 

Latinos Brasil: Na última entrevista, você disse que não tinha pretensão em tentar uma carreira na Europa, principalmente por causa da dificuldade em falar seu nome, isso ainda se mantém?

Diogo: Eu ainda acho isso, e sempre vou achar. Meu nome é muito complicado pra fazer uma carreira cantando em inglês, se um dia eu fizer ou pensar sobre teria que ser com outro nome, um nome mais curto pra ser mais fácil da compreensão e ser mais fácil de gravarem. Até o momento, pretendo divulgar a música portuguesa cantando no meu idioma original e só tenho apenas uma música original em inglês, não tenho nenhuma pretensão mas pode ser um dos idiomas (assim como espanhol) que possam estar presentes no meu próximo disco.

Latinos Brasil: O YouTube aqui no Brasil está com um peso forte, as pessoas passam grande parte do tempo nessa plataforma. Você acha que é uma fonte de divulgação forte para você por aqui?

Diogo: Sem dúvida, é a única forma de você conseguir atrair é pelas redes sociais, pelo YouTube e pelo Spotify. É uma das formas que os brasileiros mais me descobrem, a internet é uma grande forma de divulgação por aqui.

Latinos Brasil: O que mudou pra você depois do álbum “do=s”?

Diogo: Praticamente tudo né, foi quase um boom lá em Portugal. Eu tinha só um jingle que tinha sido alcançado, e com o “do=s” atraí outro público, mais jovem por causa da batida eletrônica. Minha aparência também mudou e consequentemente consegui alcançar outro tipo de público.

Pingue pongue:

Um cantor inspiração: Ed Sheeran

Um sonho: Pisar no palco do Rock in Rio no Rio de Janeiro

Uma realização: Pisar no palco do Rock In Rio em Lisboa

Um país: Portugal

Uma música que você se identifica: Paraíso (música autoral)

O que você acha dos fãs brasileiros: Queridos e carinhosos