Baile da Santinha leva o público a loucura em sua 1a edição no RJ

Pela primeira vez no Rio de Janeiro, rolou no último sábado (26) o Baile da Santinha, festival de shows que reúne diversos estilos musicais, comandado pelo “GGLéo Santana. Sucesso de vendas, o evento fez história, raiando o dia com os cariocas e entregado uma super produção com vários efeitos especiais, como fogos de artificio, fumaça e chuvas de papel picado.

Produzido pela Peck Produções e Gold Produções, o Baile da Santinha teve um enorme diferencial dos shows que ocorrem no Rio de Janeiro: a pontualidade. Assim como na última edição da Festa das Patroas no RJ, os cariocas foram de fato surpreendidos mais uma vez com o comprometimento de todos os envolvidos em manter o cronograma o mais fiel possível aos horários; sem dúvida uma grande conquista da organização.

O Baile da Santinha ocorreu no RioCentro, na Barra da Tijuca, e contou com as participações de Gustavo Mioto, Marilia Mendonça, Ludmilla, Henrique e Juliano, Ferrugem e, é claro, o anfitrião Léo Santana.

A abertura ficou por conta de Gustavo Mioto – intérprete do hit ‘Anti-Amor’, composto por Luan Santana e que conta com a participação especial da dupla Jorge e Mateus – que animou o público com grandes sucessos de sua carreira, como “Impressionando os Anjos” e “Coladinha em Mim” que foi gravada com participação de Anitta.

Foto: Michelle Felippelli

Dando sequência aos shows Marilia Mendonça colocou fogo na galera, sendo ovacionada por muitos gritos e muita animação. Com um repertório repleto de músicas que tem como tema principal a traição e superação, a Rainha da Sofrência fez o povo cantar ao som de sucessos como “Infiel”,Eu sei de cor” e “Passa Mal”, sendo o último, lançamento recente do projeto do novo DVD de MendonçaTodos os Cantos – que faz com que a cantora rode o país com apresentações gratuitas e surpresas nas capitais.

Foto: Michelle Felippelli

Mas não é só de sofrência e dor de cotovelo que se pode definir o show de Marília Mendonça, né? A goiana mostra que também sabe animar o povo quando deixa seus backing vocals dominarem o palco com hit’s de funks antigos, voltando logo em seguida para acompanha-los com trechinhos de funks atuais como “Eu vou pro Baile da Gaiola” e “Dentro do Carro”, mas o momento dura pouco e a sofrência ganha espaço novamente, com sucessos como “Amante não tem lar”, “Ausência” e “Estranho”.

Sua apresentação, assim como as demais, foi encurtada devido a logística de shows do evento e chegou ao fim com um medley de músicas de seu primeiro álbum, deixando o Baile da Santinha nas mãos de Ludmilla que, por sua vez, levou o público ao delírio com sua incrível presença de palco e seus maiores sucessos.

Foto: Michelle Felippelli

Ao som de “Fala Mal de Mim”, “Te Ensinei Certin”, “BOM” e muitos outros sucessos, Ludmilla mostrou para os cariocas, junto de suas bailarinas, o que é ter rebolado. O auge da apresentação fica por conta de seus sucessos mais lentos onde, no centro do palco, o foco todo fica em seu vozeirão ao som de “Não quero Mais”, que foi gravada com o cantor Belo. Nos intervalos entre as canções, Ludmilla aproveitou para anunciar a gravação do seu novo DVD, que ocorrerá no próximo dia 14/02 na Jeunesse Arena, na Barra da Tijuca e contará com participações já confirmadas de Simone e Simaria, Anitta, Jão e Léo Santana.

Com um pouquinho menos de quinze minutos de atraso, os irmãos mais amados do Brasil subiram ao palco do Baile da Santinha para acabar com a “Vidinha de Balada” do povo, avisando que “Quem pegou, pegou” e trazendo, claro, uma boa moda sertaneja de volta ao setlist. Henrique e Juliano, que lançaram há pouco tempo seu novo álbum intitulado Menos é Mais, já trazem em seu atual repertório várias músicas do novo projeto como “Cidade Vizinha” e “Vai que Bebereis”, mas sem deixarem de agradar ao público com as modas mais antigas, é claro.

Foto: Michelle Felippelli

Com sucessos como “Cuida bem Dela”, “Mudando de Assunto”, “Recaídas” e “Aquela Pessoa”, os irmãos levaram o público a  um outro nível: a emoção. Gratidão foi a palavra-chave dessa apresentação, que de tão emocionante levou o cantor Henrique às lágrimas que, abraçado ao irmão Juliano, agradeceu o carinho e revelou grande admiração pelo Rio de Janeiro e todo o povo carioca.

Se você achou que o povo já tinha sofrido o suficiente com Marília Mendonça, o cantor de pagode Ferrugem subiu ao palco pra mostrar o contrário. Cantando sucessos como “Eu Juro” e “Pra você Acreditar” ele fez com que o povo mostrasse que ainda tinham energia de sobra.

Foto: Michelle Felippelli

O pagodeiro que recentemente emplacou as paradas de sucesso com “Atrasadinha”, música de Felipe Araújo na qual faz participação, fez com que o público carioca colocassem pra fora o verdadeiro samba no pé, ainda que no meio da multidão. Com uma multidão de luzes de celulares acessas contrastando com a escuridão do palco, Ferrugem mostrou o motivo de tamanha fama ao nos presentear com o ápice de seu show em um coro de vozes e luzes ao som de “Pirata e Tesouro“. 

Eram exatamente três e meia da manhã quando o anfitrião assumiu o controle do Baile da Santinha. Com a promessa de ficar até amanhecer, o “Gigante” Léo Santana não decepcionou e fez exatamente as 3 horas de show prometidas, onde cantou sucessos seus e de outros cantores baianos como Xandy, do Harmonia do Samba, e Tonny Sales, da Banda Parangolé na qual o cantor já foi vocalista há alguns anos.

Foto: Michelle Felippelli

O axé, a alegria, o carisma, a beleza e, é claro, as danças de Léo Santana levaram o público ao delírio, mostrando para o cantor do que os cariocas são capazes. Um show repleto de sucessos atuais mas também com momentos de relembrar aqueles mais antigos que marcaram época como “Negro Lindo” e “Leite condensado”; e, após 3 horas de um espetáculo incrível, aos gritos de “Eu não vou embora” do público, Léo Santana saiu do palco às 06:25, encerrando assim a primeira edição do Baile da Santinha no RJ, que teve aproximadamente dez horas de duração. Vale ressaltar que após as 3 horas em palco, o cantor ainda atendeu e tirou foto com alguns fãs e funcionários do próprio evento no backstage.

Muitos tiveram a sorte de participar do Baile da Santinha, que segundo os comentários nas redes sociais e relatos dos próprios cantores: fez história e ficará marcado pra sempre na memória.


Texto por: Thamires Kowalski e Michelle Felippelli
Fotos por: Michelle Felippelli

2 Pings & Trackbacks

  1. Pingback: Marília Mendonça Anuncia Novo EP: "Todos os Cantos vol.1" - Latinos Brasil

  2. Pingback: Marília Mendonça Lança Novo Álbum: Todos Os Cantos Vol.1 - Latinos Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *